fbpx

Cidades mais baratas da Europa

29 de Novembro de 2022

Quando o brasileiro pensa na Europa, as cidades que vem na cabeça são Paris, Londres, Amsterdam e Roma. Apesar dessas cidades serem destinos bem populares, estão longe de serem as mais baratas. Por isso decidimos reunir e apresentar quais são as cidades mais baratas da Europa, seja você um nômade digital ou não. Mas, antes de tudo, preciso falar da importância do custo de vida para nômades digitais.

Se você é um nômade digital, o mundo é a sua casa. Você pode morar e trabalhar de onde quiser. Com o bônus de que alguns lugares podem ter uma ótima relação de custo benefício, daí você pode guardar um pouco de dinheiro por conta dos gastos mais baixos.

ATENÇÃO: se você quer se planejar para começar a viver o mundo como nômade, dá uma olhada nesse nosso ebook sobre planejamento financeiro pra vida nômade. Nele falamos sobre custo de vida para nômades digitais, quanto gastamos em cada um dos países que moramos desde 2019, dicas para economizar dinheiro e várias outras coisas.

Por que procurar por cidades mais baratas na Europa

Há uma variedade de fatores que fazem com que as pessoas procurem cidades com custos mais acessíveis, principalmente na Europa.

Muitos gostam de economizar para garantir um fundo de emergência, investir no mercado financeiro ou em si mesmo com roupas e experiências pelo mundo. Mas aqui vai um conselho: você pode decidir morar em um lugar mais barato, porem não ter o impacto imediato de qualidade de vida enquanto se esforça para economizar dinheiro. Esse benefício pode vir só no longo prazo ou estar associado a um benefício muito específico. Por isso sempre dizemos: cada escolha, uma renúncia.

Cuidado com o uso de cartão de crédito brasileiro no exterior. Abra a sua conta gratuita na Wise e tenha acesso a um cartão de débito e carteiras multimoeda pra você usar pelo mundo pagando o menor valor possível.

O custo de vida nômade, especialmente para necessidades básicas como aluguel e alimentação, é o fator mais crítico para qualquer nômade digital. Por exemplo, o valor do aluguel em Paris e Londres, pode ser extremamente alto em comparação a outras cidades nos respectivos países. Já o aluguel na Croácia, outro exemplo, é significativamente menor e muitos poderiam defender que a qualidade de vida é até maior que em Paris e Londres.

O caminho pra se tornar nômade digital é único e pessoal pra qualquer um. Se você é nômade digital do tipo que gosta de gastar pouco ou quer guardar mais dinheiro, uma opção é se mudar para cidades com custos mais razoáveis na Europa. 

Nesse artigo, vou te apresentar algumas das cidades mais baratas na Europa.

Aprenda sobre custo de vida nômade nesse nosso vídeo 👆🏼

Cidades baratas na Europa

Tbilisi, Geórgia

Se você é um nômade digital com necessidade de ter uma rotina urbana, considere ficar um tempo na capital da Geórgia. A cidade é rica em história e cultura e tem uma estrutura ideal para nômades digitais como cafeterias e espaços de coworking.

Se um dos fatores cruciais para considerar uma cidade como destino para nômades digital é o custo de vida local, Tbilisi pode ser o lugar certo. A capital tem hospedagens com valores mais baratos e muitos coworkings pra se trabalhar. No geral, o valor de um apartamento fica em torno de €300 por mês e o valor mensal de um espaço para trabalhar fica em €100.

Porto, Portugal


Porto é uma cidade popular tanto pros próprios portugueses quando pra pessoas de férias por conta da sua cultura, arquitetura e, obviamente, os famosos vinhos do Porto. Nômades digitais adoram a cidade por ser mais amigável, com uma vibe um pouco mais artística e com muitos lugares para trabalhar. Ainda assim, apesar de Portugal ser conhecido por ter um clima mais amigável, o inverno é bem frio, úmido e muitas vezes cinzento. 

Porto é uma das grandes cidade que tem o menor custo de vida do oeste europeu. Custa cerca de U$700 por mês para alugar um apartamento de um quarto no centro da cidade. Se você for usar o transporte público, pode comprar um passe mensal que custa cerca de U$35.

Budapeste, Hungria

Quando se pensa em cidades europeias, Budapeste é uma das melhores pra nômades digitais. A cidade tem um dos menores custos de vida da Europa, melhor até que sua vizinha Praga. Inclusive, a Croácia vai adotar o euro como moeda oficial a partir de 2023. Você pode explorar a variedade de cafés e pubs de Budapeste, que tem internet de alta velocidade pra você poder trabalhar.

Os famosos banhos termais podem ser encontrados por toda a cidade. Eles tem uma variedade de parques e trilhas com fácil acesso usando o transporte público. Estive lá por uma semana em 2016, gostei muito da cidade e espero voltar em breve pra ficar mais tempo.

Sofia, Bulgária

A Bulgária é um ótimo lugar pra se viver se você estiver procurando por uma opção de baixo custo.  

Morar na Bulgária tem muitos benefícios, incluindo o clima prazeroso, belezas naturais, cultura descontraída e a simpatia dos locais. Pode ser um pouco mais complicado morar na periferia, mas no geral é tudo confortável e seguro.

Tallinn, Estônia

Se você já está acostumado com o mundo de nômades digitais, sabe que a Estônia é um dos destinos mais procurados na Europa.

O país é ótimo pra nômades digitais por ter muitos lugares pra trabalhar, cafeterias que são ótimas pra apoiar seu laptop. Além da cidade proporcionar um baixo custo de vida, o centro histórico de Tallinn é dito como um dos mais bonitos da Europa.

Belgrado, Sérvia

Moramos na capital da Sérvia em 2020 e nos apaixonamos por tudo na cultura sérvia. Da história à arquitetura, da cultura à gastronomia, e principalmente o povo sérvio.

Alem desses fatores bem atrativos, o custo de vida em Belgrado foi um dos mais baixos que tivemos na vida nômade. O fator principal foi a alimentação, e com as inúmeras opções de estações de trabalho nas cafeterias e bares. Belgrado com certeza deve entrar no seu radar de cidades mais baratas na Europa.

Conta pra gente aqui nos comentários se você cnhece alguma cidade barata pra morar na Europa que ficou de fora dessa lista!

Link para Cidades baratas para nômade digitais na Europa
Escrito por:
Magapo

você também pode gostar de:

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x